Friday 28th July 2017,
Flávio Moreira

9 erros no Linkedin que ainda separam você do emprego dos sonhos

Flávio Moreira janeiro 13, 2013 Listas Nenhum Comentário
9 erros no Linkedin que ainda separam você do emprego dos sonhos

Como já visto aqui no blog, existem diversos recursos para otimizar o seu perfil no Linkedin, mas alguns erros comuns ainda podem afastar um candidato daquela sonhada vaga ou fazer parte de um network rico.

Pensando nisso, separei aqui nove dos principais deslizes cometidos no Linkedin e as melhores formas de contorna-los:

1) Não ter um perfil 100% completo

Como em qualquer outra rede social, o Linkedin também trará melhores resultados quando você aplicar técnicas do Search Engine Optimization (SEO).

Mesmo com boas qualificações, quando você ainda não é um profissional muito conhecido, sua principal propaganda no Linkedin será o mecanismo de busca.  Quanto mais informações, maior será a possibilidade de ser encontrado pelo recrutador.

Ao editar o seu perfil, o próprio site lhe fornecerá a porcentagem de dados que ainda podem ser inseridos no seu currículo.

2) Estabelecer conexões apenas no momento em que você precisa delas

Nós nos conhecemos há muito tempo, mas essa é a primeira vez que você vem me pedir conselho ou ajuda. Eu não me lembro qual foi a última vez que você me convidou para uma xícara de café, mesmo a minha esposa sendo madrinha da sua única filha. Mas vamos ser francos. Você nunca quis minha amizade”

Poucas frases exemplificam tão bem este erro como esta fala de Don Corleone na cena inicial de “O Poderoso Chefão”. Ninguém gosta de pessoas interesseiras. Não é desagradável quando aquele conhecido o procura apenas quando precisa de algo?

Não apenas no Linkedin, mas em toda a construção do seu network, tudo é cercado por relações sólidas, duradouras e constantes. Não estou dizendo que você deve manter um diálogo artificial apenas porque aquele profissional pode lhe ser útil no futuro. Tem que ser original, de coração!

Construa boas relações com quem você admira. Mantenha contato e ofereça ajuda sem esperar nada de volta. Tenho certeza de quem a retribuição será melhor do que você esperava.

3) Você se contenta com o padrão

Sabe aquela mensagem padrão que aparece quando alguém te adiciona como um novo contato?

Eu gostaria de adicioná-lo à minha rede profissional no LinkedIn. – Flávio Moreira

Não há nada mais frio e impessoal do que isso! Enviar uma solicitação de “amizade” como esta mostra que você não liga. Que tal mostrar interesse para variar? Crie uma mensagem personalizada e educada falando um pouco sobre você e sobre como seria interessante ter a outra pessoa em sua lista de contatos. Pode acreditar, faz toda a diferença!

4) Você só estende a mão esperando algo em troca

Recomendar um profissional pode ser muito legal por dois motivos:

- Você ganha um link para o seu perfil em mais uma página. Ponto para o SEO!
- Muitas pessoas se sentem na obrigação de retribuir o favor e também lhe recomendam.

Mas se você fizer recomendações apenas com esses dois intuitos, você não entendeu nada da dica nº 2! Criar vínculos é muito importante, mas você só colherá frutos dos verdadeiros. Então só recomende quem você realmente acha que merece e sem esperar nada em troca. Um profissional ruim recomendado por você também pode lhe tirar pontos. Boas indicações sobre os seus serviços também virão naturalmente.

5) Você não participa de grupos

Você está perdendo tempo e oportunidades se ainda não participa ativamente de grupos do Linkedin.

Participar de grupos de discussões sobre habilidades ou nichos de mercado específicos é fundamental para você “mostrar a sua cara”. Mostre que você sabe do que está falando! É a melhor maneira de estar em contato com os melhores profissionais da área. Facilite o caminho para você ser notado.

6) Você acha que Linkedin é Facebook

O Linkedin é uma rede social para contatos profissionais. Apesar de você estar sendo observado por um possível recrutador em todas as redes sociais, o Linkedin é o lugar no qual você deve ser comportar como a sua profissão exige.

Tome cuidado com o conteúdo que compartilha e com os comentários que faz. Deixe o descontraído para um ambiente mais propício.

Também tome cuidado com a sua rede contatos. Não é porque você conhece uma pessoa na balada que você precisa necessariamente adicioná-la no Linkedin.

7) Você não compartilha conhecimento

Atualizar o seu status regularmente é uma boa forma de aparecer na time line dos seus contatos. Além disso, mostre que você é uma referência, que sabe do que está falando. Compartilhe artigos, links e posts do seu blog mostrando o quanto você domina no seu nicho.

Reter conhecimento poucas vezes ajudou. Divida com seus contatos, você só terá a ganhar com informações ricas que virão de volta.

8 ) Você não conta com os profissionais que trabalham atualmente com você

Muita gente usa o Linkedin apenas para estabelecer conexões com pessoas com quem desejam trabalhar, mas acabam esquecendo daquelas com quem trabalham atualmente. Não esqueça do conselho de Don Corleone e crie relações sólidas desde já. Nunca sabemos o quão frutíferas poderão ser no futuro, certo?

9) Você ignora padrões do mundo real

Quando você está em uma festa, quer conversar com uma pessoa nova e sabe que vocês têm um amigo em comum, o caminho mais fácil é pedir para que este amigo faça a introdução, certo? Então por que não fazer o mesmo no Linkedin?

Enviar a uma solicitação de amizade e esperar que a pessoa do outro lado note que vocês têm contatos em comum e podem se dar bem é querer demais! Peça para que o amigo faça o “meio de campo”. Além de muito mais educado, é uma boa forma de quebrar o gelo.

 

Like this Article? Share it!

Leave A Response